PUBLICIDADE
Actualidade

Provedora de Justiça recebeu 11,5 queixas por mês devido a descongelamento das progressões

12 | 11 | 2019   19.17H

As progressões e alterações de posicionamento remuneratório na função pública continuam a motivar queixas e, entre janeiro e outubro, chegaram ao gabinete da Provedora de Justiça uma média de 11,5 reclamações por mês, número equivalente ao registado em 2018.

"Em 2019 foram abertos cerca de 115 processos na sequência de queixas de trabalhadores em funções públicas que suscitaram questões relacionadas com progressões e alterações de posicionamento remuneratório", referiu à Lusa fonte oficial da Provedoria de Justiça.

A mesma fonte oficial acrescenta que alguns dos processos "têm vários queixosos".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

5 comentários

  • Vamos ser objetivos os gestores públicos-políticos-não conseguiram transformar a economia herdada numa economia moderna e com efetividade e o ataque sistemático aos empresários etc tambem gera desconfiança e não permite crescimento adequado .Revindicações justas mas insustentáveis.
    Amélia | 17.11.2019 | 13.44Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • isto é a realidade desde 1975 .Os concursos foram adiados em anos sucessivos e abertos ocasionalmente.nâo é uma politica nova ,a novidade é que temos mais informação , formação reativa e capacidade reclamativa.Mas o problema desde 1975 é o crescimento do PIB anémico que não permite certas despesas e provoca êxodo para outras profissões e do País.
    Amilcar | 17.11.2019 | 13.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • O POVINHO tem razão. No privado não há descongelações. Há simplesmente distribuição de prémios por má gestão aos administradores.
    Dono dos Burros | 12.11.2019 | 23.26Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • 11,5 queixas por mês? Quer dizer que houve 11 pessoas que conseguiram apresentar as suas reclamações completas em Outubro (suponhamos) e, uma pessoa fez meia queixa (0,5) em Outubro e a outra metade da queixa (0,5) em Novembro? Isto parece a tal estatística dos frangos! Você come 3 frangos; eu, não como nenhum e na estatística vai constar que comemos 1 frango e meio cada um!
    anónimo | 12.11.2019 | 20.53Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • DESCONGELAÇOES ESTÃO MUITO MAL HABITUADOS QUEM TRABALHA PRIVADOS NÃO TÊM ESSES BENEFÍCIOS AINDA TÊM QUE TRABALHAR PARA O PÚBLICO VERGONHA DESTE PAÍS
    O povinho | 12.11.2019 | 20.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE