PUBLICIDADE
Actualidade

A morte por excesso de trabalho fica em cena na sala Estúdio do Teatro D. Maria II

14 | 11 | 2019   17.17H

Um lugar "asseado", sem "baratas, ácaros ou pó", é o espaço cénico de "Karoshi", uma criação do Teatro da Cidade que hoje sobe ao palco da sala Estúdio do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa.

A palavra japonesa "Karoshi" significa "morte por excesso de trabalho" e dá título à peça, na qual o Teatro da Cidade se centrou para explorar os limites do ser humano face ao trabalho, nos dias de hoje, ao mesmo tempo que problematizou conceitos que balizam o quotidiano, explicou a equipa à imprensa, no final de um ensaio.

"O tempo é a maior fortuna" e "Temos de o dignificar" são frases que se ouvem durante o espetáculo, ao longo do qual uma personagem - que viremos mais tarde a saber chamar-se Bob - se mantém quase sempre sentada e inclinada sobre uma secretária, de costas para o público.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE