PUBLICIDADE
Actualidade

Mercado da Feira vai manter opções do arquiteto Fernando Távora que ditadura criticou

14 | 11 | 2019   18.08H

José Bernardo Távora, autor da requalificação anunciada para o mercado de Santa Maria da Feira, disse hoje que será leal ao projeto de Fernando Távora (1923-2005), preservando materiais pelos quais o ditador Oliveira Salazar o criticara nos anos 1950.

Bernardo Távora é filho do arquiteto que desenhou o mercado municipal desta autarquia do distrito de Aveiro e, numa visita ao espaço inaugurado em 1959, disse à Lusa que não pretende deixar marcas suas no imóvel.

Propondo-se respeitar integralmente "a visão original" do pai nas obras destinadas a reabilitar os aspetos mais degradados do imóvel e a conferir-lhe as condições técnicas atualmente exigidas às suas funções comerciais, o autor do presente projeto de arquitetura justifica esse cuidado com a mesma teoria que levou o pai a ser criticado por António Oliveira Salazar (1889-1970), o presidente do governo da ditadura do Estado Novo.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE