PUBLICIDADE
Actualidade

Hospital de Santa Marta já colocou "corações artificiais" em 15 crianças

16 | 11 | 2019   09.15H

Quinze crianças que nasceram com problemas cardíacos graves receberam nos últimos 15 anos, no Hospital Santa Marta, em Lisboa, um "coração artificial externo" que lhes permitiu viver até recuperarem ou fazer o transplante.

Estes aparelhos de assistência ventricular foram aplicados pela primeira vez em crianças em Portugal, em 2004, no Serviço de Cardiologia Pediátrica do Hospital Santa Marta, criado há 50 anos pela cardiologista Fernanda Sampaio, e pioneiro no país.

Em entrevista à agência Lusa, a responsável pelo Programa de Transplante Cardíaco do Hospital Santa Marta, Conceição Trigo, explicou que este sistema mecânico que apoia a circulação é aplicado quando "o coração entra em falência" e deixa de ser capaz de suportar a vida das crianças.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE