PUBLICIDADE
Actualidade

Rosa Grilo acusa PJ de "agarrar dois idiotas" para os incriminar da morte do marido

19 | 11 | 2019   19.10H

A arguida Rosa Grilo acusou hoje em tribunal a Polícia Judiciária (PJ) de "agarrar em dois idiotas que estavam a jeito", em alusão a si e a António Joaquim, para os incriminar da morte do marido, reiterando que é inocente.

Na 11.ª sessão de julgamento, que decorre no Tribunal de Loures, na qual se concluiu a produção de prova, a arguida, que está a ser julgada pelo homicídio do marido, Luís Grilo, em coautoria com o arguido António Joaquim, pediu ao coletivo de juízes, presidido por Ana Clara Baptista, para prestar novamente declarações, o que aconteceu durante mais de três horas, na tarde de hoje.

Rosa Grilo criticou os inspetores da PJ, acusando-os de a "perseguir" e de "agarrar em dois idiotas que estavam a jeito" e de não seguirem outras linhas de investigação, perguntando, por exemplo, porque é que a PJ não questionou "a pessoa com quem" o marido "mantinha uma relação íntima", facto que, segundo a própria, era do conhecimento da PJ, através de mensagens no telemóvel do marido.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE