PUBLICIDADE
Actualidade

Fisco deteta erro em 10.000 declarações de IRS de 2015 e exige devolução de 3,5 ME

20 | 11 | 2019   14.22H

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou um erro na liquidação de declarações de IRS relativas a 2015, que implicou um novo apuramento do imposto em cerca de 10 mil declarações no valor de 3,5 milhões de euros.

Em causa estão contribuintes que iniciaram em 2014 uma atividade empresarial ou profissional, que foram tributados em 2015 pelo regime simplificado e que em 2015 obtiveram rendimentos de prestações de serviços (Categoria B), sem terem registado, em simultâneo, rendimentos de trabalho dependente e/ou de pensões (categorias A e/ou H, respetivamente), segundo refere uma informação publicada no Portal das Finanças.

Na origem deste erro está uma alteração das regras à liquidação, que entrou em vigor em 01 janeiro de 2015, com a reforma do IRS, que trouxe uma redução do imposto a pagar nos dois primeiros anos do exercício de atividade relativamente a rendimentos empresariais e profissionais resultantes de prestações de serviços de pessoas singulares que estão no regime simplificado.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Ladrões um dia, ladrões o resto da vida. As voltas que o Doutor António de Oliveira Salazar, Chefe do Governo, não deve dar na cova. São precisos 4 anos? Tanto que lhes pagamos e não trabalham? Tanta informática, não há peido que se dê que não acenda uma luz no Terreiro do Paço, tanto controlo pidesco e só passados 4 anos é que dão com o gato? Se estivesse na minha mão, amanhã estavam à porta do fundo de desemprego.
    Dono dos Burros | 20.11.2019 | 18.01Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE