PUBLICIDADE
Actualidade

PR da Guiné-Bissau diz que o seu conselheiro detido no Brasil deve "assumir as consequências"

22 | 11 | 2019   09.55H

O Presidente da República guineense, José Mário Vaz, referiu hoje que o seu conselheiro detido no Brasil na terça-feira deve "assumir as consequências" porque "é responsável pelos seus atos".

Em declarações à agência Lusa à margem de um comício, em Biombo, a cerca de 50 quilómetros de Bissau, José Mário Vaz, que se recandidata ao cargo nas presidenciais de domingo, referiu que "não tem problemas" em relação a esse assunto.

O conselheiro do Presidente da Guiné-Bissau Adailton Maturino dos Santos foi detido na terça-feira no Brasil, juntamente com mais três pessoas, por suspeitas de organização criminosa, de acordo com a justiça brasileira.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE