PUBLICIDADE
Hong Kong

Ai Weiwei diz que jovens "estão a tentar proteger direitos essenciais"

30 | 11 | 2019   10.17H

O artista e ativista chinês Ai Weiwei disse, em entrevista à agência Lusa, que os jovens dos protestos em Hong Kong estão "a tentar proteger direitos essenciais que salvaguardem o seu bem estar".

Segundo o artista, realizador e ativista, a China tem "retirado direitos gradualmente" em Hong Kong, razão pela qual "a luta vai continuar a desenvolver-se".

"A demanda da Humanidade por liberdade nunca será parada pela violência e a ignorância", atira Ai Weiwei.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE