PUBLICIDADE
Actualidade

Portugal gasta quase metade do orçamento para saúde em ambulatório - relatório

04 | 12 | 2019   06.15H

Portugal gasta quase metade do seu orçamento para a saúde em cuidados de ambulatório e as despesas diretas das famílias são mais altas, em geral, do que a média europeia, segundo um relatório que é apresentado na quinta-feira em Lisboa.

O perfil de Portugal do relatório de 2019 sobre a Situação da Saúde na União Europeia (UE) sublinha o "elevado nível de despesas não reembolsadas em Portugal", que aumentaram desde 2010 e atualmente "constituem 27,5% do total das despesas de saúde, bastante acima da média da UE (15,8%)", embora lembrando que mais de metade da população está isenta.

O documento sublinha que os portugueses pagam mais do seu bolso por cuidados ambulatórios e produtos farmacêuticos e diz que uma "dependência excessiva" dos pagamentos diretos para o financiamento do sistema de saúde "pode minar a acessibilidade e contribuir para empobrecer os agregados familiares".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE