PUBLICIDADE
Actualidade

Universidade Católica questiona legalidade do chumbo do novo curso de Medicina

04 | 12 | 2019   23.34H

A Universidade Católica Portuguesa acusou hoje a Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) de "violar o princípio leal da concorrência" ao chumbar o curso de Medicina proposto pela instituição e refutou a legalidade da fundamentação apresentada.

A Universidade Católica Portuguesa (UCP) reagiu assim à recusa de acreditação do projeto, numa resposta enviada à Lusa, tendo já apresentado recurso da decisão e também uma nova proposta.

O recurso sobre a decisão do Conselho de Administração da A3ES de recusar a acreditação do Ciclo de Mestrado Integrado em Medicina foi entregue ao Conselho de Revisão da agência.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE