PUBLICIDADE
Actualidade

Polícia moçambicana pede envolvimento de líderes comunitários no combate a grupos armados no centro do país

06 | 12 | 2019   13.18H

A Polícia da República de Moçambique (PRM) em Manica quer envolver régulos, curandeiros e líderes religiosos no combate a grupos armados que têm protagonizado ataques desde agosto no centro do país, disse o comandante da corporação.

"Esta sendo feito um trabalho inteligente na profundidade com vista a impedir e repelir situações de ataques e, por isso, [a Polícia] está a pedir a aproximação de líderes comunitários, religiosos e a população em geral", disse Francisco Simões, comandante provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM).

Aquele responsável falava na quinta-feira após uma reunião, no distrito de Gondola, com cerca de 30 líderes comunitário de zona que tem sofrido frequentemente ataques em Manica, centro do país.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE