PUBLICIDADE
Actualidade

Neurocientista norte-americana do Centro Champalimaud recebe bolsa europeia de dois milhões euros

10 | 12 | 2019   11.00H

A neurocientista norte-americana Megan Carey, do Centro Champalimaud, em Lisboa, foi contemplada com uma bolsa de cerca de dois milhões de euros do Conselho Europeu de Investigação, para aprofundar o estudo sobre a coordenação do movimento pelo cérebro.

O anúncio foi feito hoje em comunicado pela Fundação Champalimaud.

A investigadora, a trabalhar desde 2010 no Centro Champalimaud, onde lidera o Laboratório de Circuitos Neuronais e Comportamento, já tinha recebido, em 2014, uma bolsa do Conselho Europeu de Investigação, no valor de 1,5 milhões de euros.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Não vejo porque havemos de subsidiar uma ianque.
    Dono dos Burros | 10.12.2019 | 11.28Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE