PUBLICIDADE
OE2020

Funcionários admitidos até 2005 podem perder férias se estiverem de baixa prolongada

10 | 12 | 2019   19.50H

Os funcionários públicos admitidos antes de 2006 e que estiverem de baixa por doença superior a 30 dias podem vir a perder dias de férias, segundo uma proposta do Governo ainda em negociação com os sindicatos.

A medida faz parte da proposta de articulado com as matérias orçamentais do próximo ano para a função pública que foi apresentada na segunda-feira pela ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, às organizações sindicais e que continuará a ser negociada na quarta-feira.

A proposta do Governo altera o artigo 14.º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (LTFP), relativa aos trabalhadores abrangidos pelo regime de proteção social convergente, ou seja, aos funcionários mais antigos, que entraram na administração pública até 31 de dezembro de 2005 e que descontam para a Caixa Geral de Aposentações (CGA).

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Tá bem. Vou só lembrar o que se passou com um "socialista" e as baixas. Em tempos que já lá vão, um belo dia um "socialista" reformou-se por invalidez. Era presidente de uma coisa chamada RTP, tinha tido um acidente de carro e vai daí foi reformado por invalidez. Até aqui a gente desconfia, mas deve estar tudo bem, pensamos. Só que depois, apareceu uma coisa chamada EXPO, e não é que o dito "socialista", já estava de boa saúde e pronto para ir mamar na teta da Parque Expo? Assim foi. Devolveu os dinheiro que tinha recebido e ala que se faz tarde. Se Portugalizar fosse um país em que a corrupção e as relações familiares não inquinassem tudo. O que tinha acontecido, é que ia ser investigado porque é que, à uns tenros a trás era um inválido e agora era um válido. Sabemos todos que Portugal é terra de milagres, só que os milagres nunca batem à porta dos pobres. Foi o médico o sacana que mentiu? Castigue-se exemplarmente. Foi a junta médica, que assinou de cruz, no despacho que já estava pronto em cima da mesa quando entraram na sala? Castiguem todos exemplarmente. Vá-se ao marmanjo que se reformou e deem-se-lhe umas chibatadas no lombo para exemplo futuro de outros. Quando este ESTADO CORRUPTO não deixa gente à beira da morte reformar-se e permite que gajos como o Soares Louro gozem com a cara de todos nós. Estamos conversados sobre qual deveria ser o Castigo aplicado a esta gente.
    Dono dos Burros | 10.12.2019 | 21.02Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE