PUBLICIDADE
Actualidade

Autoridades chinesas defendem noção própria de Direitos Humanos e atacam EUA

11 | 12 | 2019   08.02H

As autoridades chinesas defenderam hoje a sua noção de Direitos Humanos e criticaram Washington, devido à legislação que pune abusos em Hong Kong e Xinjiang, durante um fórum em Pequim com representantes dos países em desenvolvimento.

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Ma Zhaoxu, não mencionou os Estados Unidos pelo nome, mas acusou "um determinado país de iniciar guerras comerciais e constantemente introduzir legislação para proteção dos chamados Direitos Humanos e democracia, visando interferir abertamente nos assuntos internos de outros países".

O Congresso norte-americano aprovou este mês legislação que visa punir autoridades chinesas responsáveis por violações dos Direitos Humanos em Hong Kong e Xinjiang, região no extremo noroeste do país onde se estima que um milhão de membros de minorias étnicas chinesas são mantidos em campos de doutrinação.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE