PUBLICIDADE
EUA/Irão

Líder supremo iraniano ordena investigação às causas do abate de avião

11 | 01 | 2020   10.27H

O líder supremo do Irão, o 'ayatollah' Ali Khamenei, ordenou hoje às forças armadas do país que investiguem as "prováveis falhas" que levaram ao abate acidental de um avião com 176 pessoas a bordo.

Num comunicado publicado hoje na sua página eletrónica, o guia supremo pede às autoridades do país que façam o que for necessário para "evitar a repetição de um acidente semelhante".

Segundo a agência Fars, Khamenei foi informado na sexta-feira de que a queda do Boeing 737 da Ukraine International Airlines tinha sido provocado por um "erro humano" e ordenou a publicação da verdade.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

4 comentários

  • Os missies RUSSOS já tem uma história larga de abate de avioes comerciais,2020 IRAO.,"014 ucranea e voo oo7- 290 mortos,voo 902 alguns mortos aterragem foi possivel.Sao erros cometodos por governos cuja conhecimento ou tecnologia deveria ter sido evitada.Nos dias de hoje esses erros sao inadmissiveis.Outros paises tambem o fizeram o que nao dixa de ser tambem inadmissivel.Civis mortos como efeitos colaterais de guerras ou guerrilhas em aviose comerciais somam já milhares de mortos.CHEGA,PAREM.
    Cicuta | 12.01.2020 | 12.48Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Realmente é uma maldade dizer que, o Trump é o culpado pelo abate do avião Airbus que fazia o voo IR655, da Iran Air, em 03 de Julho de 1988, quando voava entre Bandar Abbas e o Dubai. O míssil foi disparado pelo USS Vincennes e 290 morreram, dos quais 66 crianças. É uma maldade, pela simples razão de que Trump andava entretido na sua vida de play-boy e especulador. O presidente era nessa altura o artista Ronaldo Reagan.
    Dono dos Burros | 11.01.2020 | 14.37Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Que investiguem as "prováveis falhas"? Quais falhas? Acertaram em cheio no avião! Não houve falha nenhuma.
    anónimo | 11.01.2020 | 12.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A verdade dum regime autoritário,fanático,extremista ,considerado alegadamente terrorista e de obediencia cega nao terá credibilidade internacional.Ficarao sempre duvidas se foi erro ou premeditaço.O facto dos EUA e Canadá porem a proposta de erro de imediato constitui muitas duvdas pois admite sem margem de duvidas que foi um abate,ficando no ar a duvida se foi um erro ou intençao.Na realidade podemos dividir as 176 mortes em martires e morte de ocidentais ucraneanos,canadianos,ingleses,suecos etccom e sem dupla nacionalidade.Para nao desecadear de imediato um escalar de guerra com intervenço de uma coligaçao EUA,Ingleses e Canadá o assunto ficou em banho maria e entalou os aliados do IRAO,Russia e China principalmente.Os misseis eram de origem Russa e abateram cidadaos do MUNDO ,crianças,adolescebtes e adultos.Os iranianos a primeira açao foi recolher as caixas pretas e inutiliza-las.Apercebendo- se que a aviaçao comercial iniciou desvio de rotas e o seu isolamento iria aumentar dá o braço a torcer e permite coisa in´dita a investigaçao aos EUA,Ucranea,Canadá etc o que demonstra que afinal os EUA sao benvindos para limpar a borrada e as conclusoes irao provavelmente ser negociadas.Quem paga as inden minizaçoes aos proprietarios do Aviao e mortes sucedidas?Os videos,testemunhas oculares e vias satélites nao deixam margem para dúvidas.É um caso de credibilidade internacional a forma e conclusoes que serao tiradas depois de tudo o que saiu nas redes sociais e midia.Segundo alguns o aviao foi confundido com um caça norte americano e disparados 2 misseis.Aguardemos investigaçao.Em algumas comunicaçoes já há quem quire culpar TRUMP,ao que isto chegou.!
    Xarria | 11.01.2020 | 11.06Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE