PUBLICIDADE
Actualidade

Principal central sindical francesa mantém exigência da "suspensão" de novo sistema de pensões

11 | 01 | 2020   19.25H

A central sindical francesa (CGT), que tem liderado as paralisações nos transportes nas últimas semanas em França, manteve hoje a exigência da "suspensão" da reforma do sistema de pensões, apesar de o governo ter admitido recuar na idade de aposentação.

Para a Confederação Geral do Trabalho (CGT), a principal central sindical francesa, "o debate sobre a idade de aposentação não é mais que fumaça com o objetivo de conseguir a adesão de alguns sindicatos".

O Governo francês anunciou, numa carta enviada hoje às organizações sindicais e patronais, que está "disponível para retirar" da reforma do sistema de pensões a medida que incentiva os franceses a trabalharem até aos 64 anos, rejeitada unanimemente pelos sindicatos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE