PUBLICIDADE
OE2020

BE quer atualizar escalões de IRS com valor da inflação e fim de isenção de IMI para partidos

13 | 01 | 2020   12.35H

O BE entregou hoje as primeiras 35 propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2020, entre as quais atualizar os escalões de IRS à taxa de inflação prevista para este ano e eliminar a isenção de IMI para partidos.

De acordo com o site do parlamento, até às 12:00 de hoje, o primeiro dia da especialidade do Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), os partidos já tinham dado entrada de 161 propostas de alteração ao documento aprovado na generalidade na semana passada, 35 das quais são da autoria do BE.

À agencia Lusa, fonte do partido explicou que ao longo do dia de hoje e nos próximos dias os bloquistas vão entregar mais propostas de alteração, estando neste primeiro conjunto de iniciativas as medidas acordadas com o Governo na semana passada e que segundo o BE justificaram a abstenção do partido na generalidade.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

7 comentários

  • Lá vai o PCP vender os seus imóveis
    anónimo | 16.01.2020 | 15.22Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Eu por exemplo podia propor uma taxa sobre o cozido à portuguesa, a mão-de-vaca ou a chispalhada, orelheira e por aí fora, mas uma taxa a doer mesmo. Pela simples razão de que não como nenhum desses pratos, tão queridos de um verdadeiro Tuga que se preze. Assim está o BE. Tem meia-dúzia de prédios e se calhar até não são dele. Por isso, pimenta no rabo dos outros, para ele é refresco. Há que olhar para as coisas como elas são.
    Dono dos Burros | 15.01.2020 | 13.44Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Fim de isenções, não só para partidos políticos, mas também para fundações, instituições de solidariedade (por vezes duvidosa), fundos imobiliários, religiões, enfim para tudo e todos.
    zé da burra o alentejano | 15.01.2020 | 11.03Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Para além da isençao principalmente dos partidos ser pouco etica já que se fartam de impor impostos ,cortes e leis socializantes de práticamente confisco é tambem uma ataque aos partidos que detêm mais património.Segundo reza os midia o mais rico será o PCP.
    Iglesias | 14.01.2020 | 11.36Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • para por os invetidores e massa critica mais pobre quer alterar escaloes tornando a vida com qualidade aos quadros que pagam já altos ltos impostos.na vez d criarem economi criam empobrecimento.
    Fénix | 13.01.2020 | 13.57Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Isençao para os partidos?Querem construir ou adquirir património sem pagamentos de impostos?Isençao a ser seria para todos.Os eleitores sao obrigados a pagar mais e mais IMI incluindo o ADICIONAL.A equidade está ferida de morte,Estao aqui estao a pedir isençao de IRS para quem exerce cargos politicos.Uma fraçao insignificante representativa a por Costa em sentido.Que tenha pelo menos sentido de estado.Isto mais parece uma jogada dos partidos xstremistas,Capitalistas mas marxistas para a ralé dita.
    daesh | 13.01.2020 | 12.56Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • VERGONHA NACIONAL PARTIDOS NUNCA DEVIAM E NEM DEVEM DE ESTAR ISENTOS DE QUALQUER IMPOSTOS NEM DE NADA MUITOS TÊM DÍVIDAS ESPERAM PARA SER GOVERNO PARA SALDAR AS MESMAS
    O povo | 13.01.2020 | 12.50Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE