PUBLICIDADE
Actualidade

Tribunal do Luxemburgo dá razão a portuguesa que acusa empresa de "escravatura"

14 | 01 | 2020   16.28H

Uma portuguesa a trabalhar num grupo hoteleiro no Luxemburgo acusa a empresa de a obrigar a trabalhar até 100 horas semanais e não ser devidamente paga, tendo o Tribunal de Trabalho lhe dado razão.

Daniela Araújo, 25 anos, chegou ao Luxemburgo há cinco anos para se juntar ao marido que já se encontrava a trabalhar neste país.

A primeira experiência com o grupo hoteleiro "SP Group" aconteceu entre 01 de abril de 2016 e 31 de janeiro 2017.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE