PUBLICIDADE
Actualidade

Moradores retiraram bens do prédio evacuado em Lisboa porque imóvel se mantém em perigo

14 | 01 | 2020   20.16H

Os 31 estudantes universitários e as duas famílias retirados na segunda-feira de um prédio em Lisboa foram hoje buscar bens e pertences, uma vez que o imóvel se mantém sem condições de segurança, disse fonte da Câmara.

A mesma fonte disse à Lusa que o prédio na rua Tomás Ribeiro está ser monitorizado desde dezembro de 2019, reforçando que "o imóvel foi sujeito a vistoria à qual se seguirá uma intimação para realização de obras de conservação", uma vez que se trata de propriedade privada.

Em causa está o "perigo de queda iminente" da fachada lateral direita do prédio n.º 89-91 da rua Tomás Ribeiro, na zona lisboeta de Picoas, segundo explicou na segunda-feira o chefe Joaquim Afonso do Regimento de Sapadores Bombeiros (RSB) de Lisboa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Judas já recebeu as 30 moedas de prata. Já deu o beijo no prédio e agora resta aos judeus, concluirei o seu trabalho. Este do camartelo não se salva e daqui a 2 dias assistiremos ao milagre da ressurreição, haverá 40 dias para levantar a autorização de construção de mais uma estrebaria para terroristas-turistas.
    Dono dos Burros | 14.01.2020 | 22.08Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE