PUBLICIDADE
Actualidade

Abertura do Museu de Arte Urbana e Contemporânea de Cascais adiada 'sine die'

16 | 01 | 2020   15.46H

A Câmara Municipal de Cascais está a procurar nova localização para o futuro Museu de Arte Urbana e Contemporânea de Cascais, anunciado em 2017, e cuja abertura fica agora sem data prevista, disse à Lusa o presidente da autarquia.

"A decisão foi não avançar com o projeto [no espaço com cerca de 1.700 quadrados localizado por baixo da praça D. Diogo de Menezes, perto da marina]. Iremos receber as obras na mesma, mas será noutro local", afirmou Carlos Carreiras (PSD) em declarações à Lusa, à margem da apresentação dos maiores eventos do concelho para este ano.

De acordo com o autarca, estão a ser estudadas novas localizações para o Museu de Arte Urbana e Contemporânea de Cascais (MARCC), que resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Cascais e o artista Alexandre Farto (Vhils), nomeadamente "num lote de terreno no centro da Abóboda [povoação na freguesia de São Domingos de Rana], na Quinta da Alagoa [em Carcavelos] e no Mosteiro de Santa Maria do Mar [em Sassoeiros, localidade na união de freguesias de Carcavelos e Parede].

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE