PUBLICIDADE
Actualidade

PSP proibe gozo de férias, folgas e créditos horários aos polícias em dia de protestos

17 | 01 | 2020   16.58H

Vários comandos da PSP estão a proibir todo o efetivo policial de gozo de férias, folgas e créditos horários para 21 de janeiro, dia em que os polícias têm marcado vários protestos, "por conveniência de serviço".

Numa ordem de serviço, a que agência Lusa teve acesso e datada de 16 de janeiro, a PSP justifica "a impossibilidade do gozo de férias, folgas e créditos horários" com a comparência de "um número significativo de manifestantes" nas várias ações de protestos das forças de segurança e com a "necessidade de assegurar um policiamento ajustado".

A Polícia de Segurança Pública considera também que "o dispositivo de segurança a implementar no policiamento aos protestos não deverão condicionar o cumprimento das demais missões", nomeadamente ao nível da "garantia da segurança, ordem e tranquilidade públicas e resposta a solicitações".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE