PUBLICIDADE
Actualidade

MP acusa empresas Vale e Tüv Süd e mais 16 pessoas por rutura de barragem no Brasil

21 | 01 | 2020   20.48H

O Ministério Público (MP) de Minas Gerais, Brasil, acusou hoje a empresa brasileira Vale, a companhia alemã Tüv Süd e mais 16 pessoas pelo crime de homicídio doloso na rutura de uma barragem em Brumadinho, que provocou 270 mortos.

Além de homicídio doloso, em que há a intenção de matar, os suspeitos são ainda acusados de crimes ambientais, anunciou hoje o MP de Minas Gerais através da rede social Twitter.

Entre as 16 pessoas acusadas está o ex-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, 10 funcionários da companhia brasileira, e cinco da empresa de consultoria alemã Tüv Süd, que atestou a estabilidade da barragem.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE