PUBLICIDADE
Guiné-Bissau/Eleições

PAIGC repudia comunicado da CEDEAO a felicitar Umaro Sissoco Embaló

22 | 01 | 2020   19.34H

O Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) repudiou hoje a posição da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), que felicitou a eleição para presidente do país do candidato Umaro Sissoco Embaló.

"O PAIGC repudia com veemência e sem reservas a afirmação que é feita de reconhecimento dos resultados ditos definitivos das eleições presidenciais", refere, em comunicado, o partido que apoiou a candidatura de Domingos Simões Pereira, e que apresentou um recurso de contencioso eleitoral aos resultados apresentados pela Comissão Nacional de Eleições.

Para o PAIGC, a CEDEAO tem obrigação de conhecer as leis da Guiné-Bissau e o conteúdo do acórdão do Supremo Tribunal de Justiça e da sua aclaração que faz da "Comissão Nacional de Eleições parte de um processo em andamento, e que em substância vem determinar a inexistência de resultados eleitorais, nem provisórios e muito menos definitivos, mandando realizar o apuramento nacional 'ab initio' dos resultados da segunda volta".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE