PUBLICIDADE
CDS/Congresso

Cristas despede-se em 13 minutos e prefere que seja o tempo a julgá-la

25 | 01 | 2020   12.14H

Assunção Cristas usou hoje 13 minutos para fazer o discurso de despedida da presidência do CDS, em que admitiu ter falhado, mas não partilhou qual a sua análise pessoal para "dissecar" os erros da sua liderança.

"O tempo encarregar-se-á dessa análise detalhada", afirmou Assunção Cristas, aplaudida no início e no fim da intervenção, na abertura do 28.º congresso nacional do partido, no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro.

"Cumpri o caminho traçado e a estratégia proposta, mas cumpre-me hoje reconhecer uma evidência: falhei o resultado", afirmou.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE