PUBLICIDADE
Actualidade

Protesto contra exploração de lítio em Montalegre juntou 300 pessoas contra 'futuro minado'

25 | 01 | 2020   18.25H

Cerca de 300 pessoas manifestaram-se hoje em Montalegre, entoando 'futuro minado, não obrigado', numa "demonstração de força" contra a mina de lítio a céu aberto prevista para o concelho e em defesa da vida das populações.

Sob o lema 'não à mina, sim à vida', participantes de todas as idades e de vários pontos da região e, até do país, concentraram-se na praça do município da localidade do distrito de Vila Real e percorreram durante uma hora as principais ruas em dia de Feira do Fumeiro, um dos eventos mais importantes do concelho.

"Esta demonstração de força diz tudo. O concelho não quer este tipo de desenvolvimento, como lhe chamam, pois é a destruição do concelho", sublinhou o dirigente da Associação Montalegre com Vida, que convocou a manifestação, Armando Pinto.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Futuro minado? Futuro minado, é o de quem tem que pagar impostos, para que esta gente seja alimentada. Dinheiro para fazer rotundas, para pagar as tendas alugadas àquela empresa conhecida do cacique, que serviram para para a feira medieval ou a do mel com nozes, ou outra palermice qualquer. Se houver lítio com viabilidade é para explorar, se houver urânio também, petróleo, ouro, prata, canela, marfim e cheiro a jasmim. Povo miserável que não produz nada, tudo importa. Razão tinha o alentejano da anedota. Que perguntado se aqueles terrenos que estavam incultos, eram capazes de produzir trigo. Ele responde: - se semearem, dá! Não querem criar riqueza? preferem ser alimentados a subsídios e vestirem-se de "trans-montanos" para gáudio dos terroristas-turistas que os visitem, se visitarem.
    Dono dos Burros | 25.01.2020 | 18.59Hver comentário denunciado
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE