PUBLICIDADE
Venezuela

Governo português preocupado com emigrantes idosos carenciados

26 | 01 | 2020   19.00H

O Governo português mostrou-se hoje preocupado com a situação dos emigrantes idosos que residem na Venezuela e anunciou que vai aumentar de 30 para 45 euros o valor mínimo a atribuir aos casos mais carenciados.

Em declarações à Lusa, à margem de uma visita ao mercado de Chacao, no leste de Caracas, a secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, explicou que, além do aumento, o seu objetivo é ouvir as queixas dos portugueses no país e estudar o reforço dos apoios aos que "estão em situação de vulnerabilidade".

"Tive oportunidade de falar com as pessoas que trabalham com essa área nos consulados. Combinámos fazer um memorando sobre o que é que é preciso mudar, melhorar e acelerar, porque também há aqui um problema de alguma demora [na análise dos processos] que queremos diminuir", disse Berta Nunes.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE