PUBLICIDADE
Tancos

Militares e diplomata falam sobre efeito do furto para imagem de Portugal

27 | 01 | 2020   13.01H

O ex-chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Pina Monteiro, o atual e o embaixador Almeida Sampaio testemunharam hoje no processo de Tancos sobre as consequências que o furto das armas teve para a imagem de Portugal.

À saída do interrogatório das três testemunhas arroladas pelo ex-ministro da defesa e arguido Azeredo Lopes, o seu advogado disse aos jornalistas que os inquiridos foram confrontados pelo juiz Carlos Alexandre com "factos muito concretos" da acusação.

"Não teve nada a ver com o achamento [das armas] porque disso nada sabem, foi só sobre o roubo, e as consequências a seguir para a imagem de Portugal", disse Germano Marques da Silva.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE