PUBLICIDADE
Actualidade

Três idosos feridos em incêndio num lar de Abrantes transferidos para Lisboa e Porto

27 | 01 | 2020   16.20H

Três dos sete idosos que ficaram hoje feridos com gravidade num incêndio num lar em Rossio ao Sul do Tejo, Abrantes, foram transferidos para unidades hospitalares em Lisboa e Porto, disse fonte do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT).

"Dos sete feridos que deram entrada no hospital de Abrantes, seis são considerados graves, sendo três deles por queimaduras e outros três por inalação de monóxido de carbono", disse à Lusa a diretora do serviço de urgência do hospital de Abrantes, no distrito de Santarém.

Segundo Ana Rita Cardoso, três feridos graves tiveram de ser transferidos para os hospitais de São Francisco Xavier (Lisboa), São José (Lisboa) e São João (Porto), sendo estas as "situações que inspiram mais cuidados".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Em vez de andarem uns terroristas-ambientalistas, pela mão dos socialistas, a obrigarem a certificados energéticos, que para nada servem, a não ser, dar de comer a uma chusma de proxenetas, tal como as inspecções periódicas aos automóveis. Se em vez de os socialistas, pela mão do Sócrates, andarem a dar de comer a empresas que impingem colectores solares de treta e produção individual de energia (vamos ver quando os painéis derem o peido se vão ser mudados), se em vez de andarem com apoios à queima de óleos alimentares no gasóleo, roubando terrenos à agricultura e sustentando crimes, esses sim ambientais, se em vez de esta panóplia toda de ideias estapafúrdias que a maricagem ambientalista que vive nas cidades acha que são o 'must', se em vez de isso tudo, as casas em Portugal em vez de serem um frigorífico neste altura do ano e um forno no Verão, fossem construídas com isolamento correcto, parte destas mortes evitavam-se. Se a electricidade não fosse um bem de luxo, se não pagássemos uma taxa ade áudio-visual para alimentar proxenetas das artes nas cidades. Não se evitam estas mortes, porque somos uma terra pobre que só é rica para dar de mamar aos banqueiros e a alimentar as mordomias dos políticos. Porque para o resto não há cheta. Quem não tem dinheiro, não pode escolher lares caros - este negócio da velhice é uma mina de oiro para os capitalistas - tem que aceitar o que há e o que há é fraco e mau. E escusam de andarem uns palhaços armados em moralizadores a fecharem este lares, porque qual é a alternativa? A não ser os espalhafato nas capas dos jornais, não existe. Nem nas santas casas das misericórdias, que de santas e misericórdia nada têm. Todos, eu incluído, gastamos milhões todas as semanas no jogo social, onde está esse dinheiro? Está em panasquices tais como: comissão de apoio à ... Mas alguém algum dia viu algo de parte desta gente? Uns panfletos de vez em quando e o resto evapora-se nas mordomarias. Há dinheiro. Acabe-se com este estado de miséria que temos.
    Dono dos Burros | 27.01.2020 | 16.51Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE