PUBLICIDADE
Actualidade

Trump anuncia plano de paz com solução de dois estados, israelita e palestiniano

28 | 01 | 2020   18.01H

O Presidente dos EUA, Donald Trump, apresentou hoje a sua "visão" para um plano de paz no Médio Oriente, falando de "solução realista de dois estados" e anunciando Jerusalém como "a capital indivisível de Israel".

Numa cerimónia na Casa Branca, ao lado do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, Trump apresentou o plano de paz para o Médio Oriente, explicando que a aceitação do nascimento de um estado palestiniano deve ficar condicionado a "uma clara rejeição do terrorismo".

Trump referiu-se sempre ao plano de paz como "a minha visão", dizendo que se outras soluções falharam no passado, por serem "muito leves", a sua sucederá, porque assenta num longo documento de 80 páginas e é "a mais arrojada".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • É resfrescante ter este comentário. a verdade das coisas tem de ser dita pelos seus nomes, em vez de se lamber o traseiro a Juudeus que transformaram a Palestina no cemitério dos vivos. A posição de Trump, embora nojenta, não deve surpreender ninguém,pois de um neo-fascista como ele não seria de esperar nada que faça qualquer sentido. O problema que continúa depois da formação do Estado de Israel,é a colaboração de organismos corruptos, de governos corruptos, de toda uma brigada de merda que apenas se preocupa com interesses próprios
    Postal de londres | 31.01.2020 | 20.01Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Pensava que o Trump só bebia a água suja do imperialismo, afinal parece que não. Imaginem que amanhã o Guterres decide que tudo o que é filho-da-mãe, passa a ter assento na Estremadura portuguesa. O que é que fazem os portugueses? Se ainda os houver nessa altura, pegam nas armas que escaparam ao desarme pela polícias do cangaço e vão-se a eles. É para que o POVO não lute, que os mastins andam à cata delas. Têm medo, eles e os seus donos. Passados uns anos o que é que acontece, os portugueses têm que levantar arraial e passam a ser uns párias. Compram? Eu não! Aquela terra é a Palestina, e só ali foi criado este estado-fantoche porque a corrente sionista e os ingleses sempre foram unha com carne. Por onde passou a Albion, ficaram problemas difíceis de resolver. Médio Oriente e as suas fronteiras artificiais saídas a 1ª GG, eles e os palhaços dos franceses, que não têm onde cair mortos, mas sempre petulantes como os bifes. Índia, Paquistão, Caxemira, obras dos mesmos sacana ingleses. Hong-kong nem se fala. A África ao sul. Escapa a América Central e do Sul, porque foi colonizada por gente séria. Mas mesmo assim estes refinados filhos da dona, ainda foram criar entropia na Argentina com as Malvinas.
    Dono dos Burros | 28.01.2020 | 21.17Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE