PUBLICIDADE
Actualidade

Encenador acusa Teatro Municipal do Porto de chantagem, coação e abuso de poder

04 | 02 | 2020   17.56H

O encenador Tiago Correia, criador do espetáculo "Turismo", no Porto, que viu um texto de Regina Guimarães "censurado", desmente o diretor do Teatro Municipal do Porto, Tiago Guedes, acusando-o de chantagem emocional, coação, ameaça e abuso de poder.

"Aquilo a que o Tiago Guedes chama 'concordar', eu chamo de censura, chantagem emocional, coação, ameaça e abuso de poder", lê-se numa publicação de Tiago Correia, na rede social Facebook, sobre a não publicação de um texto da dramaturga Regina Guimarães, na folha de sala do espetáculo "Turismo", que esteve em cena no auditório Campo Alegre do Teatro Municipal do Porto (TMPorto).

Numa primeira reação à acusação de censura, o diretor do TMPorto, Tiago Guedes, em declarações à Lusa, garantiu que o texto da dramaturga não tinha sido publicado com a concordância do encenador e que este até lhe tinha pedido desculpa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE