PUBLICIDADE
Actualidade

Renault regista prejuízos em 2019 pela primera vez em 10 anos

14 | 02 | 2020   12.01H

A Renault apresentou em 2019 prejuízos de 141 milhões de euros, contra 3.302 milhões de euros de lucro no ano anterior, o que acontece pela primeira desde 2009, anunciou hoje o fabricante automóvel francês.

As razões para esta situação negativa têm a ver com a queda da contribuição para o negócio global dos parceiros chineses, da Daimler e, em particular, da Nissan, bem como devido ao agravamento da própria atividade automóvel, justifica a Renault na apresentação dos resultados anuais de 2019, hoje divulgados.

O fabricante automóvel Nissan contribuiu apenas com 242 milhões de euros para os resultados da multinacional francesa no ano passado, depois de no ano anterior ter contribuído com 1.509 milhões de euros, explicou o grupo francês no comunicado.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • O hidrogénio como alternatva é o mais limpo sob o ponto de vista ambiental.Quem está interessado???????
    Amibiaa | 14.02.2020 | 13.13Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Estes resultados terâo tb relaçao com indfiniçao das restriçoes ao uso da gasolina ou gasolio.Um dos maiores milionariosinternacionais comprou um bruto navio alimentado a HELIO e nao eletrico.Como empresas investiram na investigaçao do eletrico etc vamos abolir o Helio?O electrico tem interesses por detrás como as empresas responsaveis pelas energias eólicas e o helio iria trazer prejuizos ou lucros menoresPenso alegadamente e espero escçarecimentos responsaveis.Já viram um aviao eletrico com as enormes cargas atmosféricas eletrosráticas a despenhar-se.Segurnça e responsabilidade exige-se.
    Pirata | 14.02.2020 | 12.58Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE