PUBLICIDADE
Actualidade

Dirigentes da APOM e ICOM-Europa lamentam escolha de novo diretor para o património

14 | 02 | 2020   13.56H

Os dirigentes da Associação Portuguesa de Museologia (APOM) e do Conselho Internacional de Museus da Europa consideraram "inqualificável" e "um insulto" a escolha do gestor imobiliário Bernardo Alabaça para a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC).

"Ainda estou em estado de choque e considero que é algo que jamais imaginaria poder acontecer, por qualquer Governo que fosse. É uma situação inqualificável", afirmou à agência Lusa o arqueólogo Luís Raposo, que preside ao Conselho Internacional de Museus (ICOM) da Europa.

Por seu lado, o presidente da direção da APOM, João Neto, afirmou à Lusa que aguardará para ver como atuará a nova equipa diretiva da DGPC, mas considera que "é um insulto e uma arrogância de que tudo vale para gerir o património".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE