PUBLICIDADE
Actualidade

Advogado diz que caso dos "bens mal adquiridos" de 'Teodorín' vai levar outros clãs africanos à justiça

14 | 02 | 2020   18.00H

O advogado francês William Bourdon disse hoje, em Lisboa, que o processo que levou à condenação do vice-presidente da Guiné Equatorial por um tribunal de Paris vai continuar e levar outros clãs africanos a prestar contas.

"O processo sobre os 'bens mal adquiridos', que iniciei há alguns anos e se tornou numa grande saga judicial, vai continuar e haverá outros clãs familiares em África que vão prestar contas", disse William Bourdon, advogado da organização Transparency International.

William Bourdon, que falava à agência Lusa, em Lisboa, à margem de uma conferência de imprensa sobre "Rui Pinto - o denunciante dos FootballLeaks e dos LuandaLeaks", classificou como histórica a decisão, no início desta semana, do tribunal de recurso de Paris de agravar a pena aplicada ao vice-presidente da Guiné Equatorial e filho do Presidente Obiang por desvio de dinheiros públicos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE