PUBLICIDADE
Moçambique/Ataques

Rússia não comenta se está presente, alegando cuidados com informação

15 | 02 | 2020   01.35H

O embaixador da Rússia em Moçambique recusa comentar se há algum tipo de força armada daquele país a apoiar o combate a grupos que atacam o Norte do país, alegando cuidados na gestão da informação.

"Uma das regras principais" na resposta "ao fenómeno de terrorismo é: quanto menos souberem os terroristas sobre cooperação ou atuação das forças, melhor", referiu Alexander Súrikov, na sexta-feira, em Maputo, citado pelo canal de televisão STV ao ser questionado sobre a eventual presença russa.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • O norte de Moçambique foi uma zona instavel na GRANDE GUERRA em que soldados de PORTUGAL enfrentaram soldados alemaes,agora resta saber quem está por detrás desta açao de guerrilha e quias os interesses.
    Catalitico | 15.02.2020 | 13.10Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • Os espiões americanos e os seus conhecidos lacaios e Moçambique está, como Angola cheia deles. Todos gostam de gasosa. Encarrega-se de os informar.
    Dpono dos Burros | 15.02.2020 | 11.19Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE