PUBLICIDADE
CGTP

Congresso aprova carta reivindicativa e promete intensificar luta

15 | 02 | 2020   18.40H

O congresso da CGTP aprovou hoje por unanimidade a carta reivindicativa para os próximos quatro anos, em que reafirma a "intensificação da luta" pelo aumento dos salários e pela redução do horário para as 35 horas, entre outras matérias.

O documento foi aprovado durante o XIV congresso da CGTP, que começou na sexta-feira e termina hoje na Arrentela, Seixal, distrito de Setúbal.

Na carta, cujas reivindicações vão vigorar durante o primeiro e único mandato da nova líder da CGTP, Isabel Camarinha, a central sindical exige "a intensificação da ação e da luta reivindicativa" pela atualização dos salários em 90 euros em 2020 e pela fixação do salário mínimo, "a curto prazo", nos 850 euros.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • PODE SER QUE O COSTA TAMBÉM QUEIRA CONDECORAR A ISABEL QUE VAI FAZER MILAGRES TRANSFORMA ROSAS EM EUROS 35 HORAS NÃO 20 HORAS 4 DIAS DE DESCANSO 1500 ORDENADO VIVA CGTP
    Povinho | 15.02.2020 | 18.51Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE