PUBLICIDADE
Actualidade

Autoridade para combate à violência no desporto instaura processo a caso Marega

17 | 02 | 2020   19.24H

A Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto (APCVD) instaurou hoje um processo contraordenacional na sequência do incidente com o futebolista maliano do FC Porto Marega, condenando os insultos racistas dirigidos ao avançado.

"A Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto instaurou um processo contraordenacional na sequência da situação registada este domingo, no jogo entre o Vitória Sport Clube e o Futebol Clube do Porto, em Guimarães. Assim, no âmbito das suas competências, a APCVD irá determinar responsabilidades que estejam em causa, tendo em conta os insultos e discriminação racial de que foi alvo o jogador Moussa Marega", refere em comunicado.

No documento divulgado, a APCVD revela que no ano de 2019 "registou 15 processos contraordenacionais, dos quais resultaram, até ao momento, a aplicação de três interdições de acesso a recinto desportivo" relativamente a atos de discriminação racial.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE