PUBLICIDADE
Actualidade

Tribunal brasileiro considera ilegal greve de trabalhadores da petrolífera estatal

18 | 02 | 2020   02.20H

O Tribunal Superior do Trabalho brasileiro considerou ilegal e abusiva a greve dos trabalhadores da petrolífera estatal, que dura há 17 dias, e autorizou a Petrobras a convocar os funcionários para regressarem imediatamente ao trabalho.

"Reconhecer, em caráter incidental, a abusividade e ilegalidade do movimento [grevista] dos petroleiros, que já dura 17 dias, tem motivação política, e desrespeita ostensivamente a lei de greve e as ordens judiciais de atendimento às necessidades inadiáveis da população nos seus percentuais mínimos de manutenção de trabalhadores em atividade", indicou na segunda-feira o juiz Ives Gandra Martins, na sequência de um pedido da Petrobras.

Na decisão, o magistrado autorizou ainda a Petrobras a tomar "as medidas administrativas cabíveis para cumprimento da presente determinação, a partir do reconhecimento da abusividade da greve e da ilegalidade praticada por aqueles que nela permanecerem, inclusive com a convocação dos empregados que não atenderem ao comando judicial, com a aplicação de eventuais sanções disciplinares".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Se fossem os accionistas a fugirem com o capital, aí já era legal. Não façam a Revolução que o Prestes queria e depois queixem-se.
    Dono dos Burros | 18.02.2020 | 10.44Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE