PUBLICIDADE
OE2020

Fesap classifica processo negocial de "embuste" e promete resposta

19 | 02 | 2020   14.02H

O secretário-geral da Federação dos Sindicatos da Administração Pública (Fesap), José Abraão, classificou hoje de "embuste" as negociações de aumentos salariais, acusando o Governo de ter ignorado todas as matérias contrapropostas pelos sindicatos.

Reagindo à única proposta que o Governo trouxe para a terceira e última reunião com as estruturas sindicais da função pública, que prevê um aumento de sete para 10 euros para os trabalhadores cuja remuneração atual está entre os 635,07 euros e os 683,13 euros, José Abraão afirmou que a posição do Governo será agora avaliada e terá uma resposta por parte da estrutura sindical.

"A Fesap vai reunir secretariado nacional depois do Carnaval e há de decidir tomar posição relativamente a esta postura de inflexibilidade do Governo", salientou José Abraão, depois de ter afirmado que este processo negocial "foi um embuste" em que centenas de milhares de trabalhadores "são ignorados".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE