PUBLICIDADE
Actualidade

MP investiga rixa ocorrida em janeiro entre dois grupos do Bangladesh em Lisboa

19 | 02 | 2020   18.33H

O Ministério Público (MP) revelou hoje à agência Lusa que abriu um inquérito sobre uma rixa na zona da Mouraria, em Lisboa, que envolveu dois grupos de imigrantes do Bangladesh em janeiro.

Os incidentes, dos quais resultaram quatro feridos, tiveram lugar em 18 de janeiro, pelas 21:15, na Rua do Terreirinho, segundo fonte oficial do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

Na ocasião, a polícia referiu que, pelo menos, quatro pessoas foram feridas com arma branca e uma delas foi também baleada numa perna, tendo sido transportados para o hospital de São José.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Capitalismo 'oblige'. Quem manda são sionistas como o Soros, que é patrão do beato guterres. Além de terem vindo para Portugal, de terem fechado quase todas as lojas com história na Baixa do merdina, para abrirem lojas que vendem uns ímanes e uns emblemas, não se percebendo como é que podem sobreviver com o que vendem, na zona em que é. Com que dinheiro? Mas isso é assunto tabu, que a PIDE-AT do Costa e o braço armado do MP não podem investigar. Para entreter e disfarçar, arranjam casos de terrorismo inventado, como aquele das armas. 500 000 já cá estão. Foi recentemente anunciado com pompa e circunstância, essa conquista da república dos bananas à beira-Tejo plantada. Quando chegar aos 10%, depois verão o que é que vos espera. Se agora um simples caso de bocas no futebol, pôs estas gajas todas histéricas na AR, o que será quando eles reivindicarem o estabelecimento do Praquistão, não o da república de Coimbra, mas a extensão do País dos Puros na Península Ibérica. Vai o primo deles dar ordens ao SS, para os ameaçar e desafiar o poder nuclear?
    Dono dos Burros | 20.02.2020 | 00.21Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • IMIGRANTES OU ILEGAIS OU COM NACIONALIDADE PORTUGUESA NESTA TERRA TODOS ESTÃO BEM NÃO SEI COMO SE GOVERNAM
    Povo | 19.02.2020 | 18.52Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE