PUBLICIDADE
Actualidade

EDP diz que central de Sines vai continuar a operar "enquanto as margens permitirem"

20 | 02 | 2020   19.35H

O presidente executivo da EDP afirmou hoje que a central de Sines, apesar de estar a operar "muito menos" horas do que em 2018, vai continuar em funcionamento "enquanto as margens o permitirem", pelo menos, até 2023.

"Sines operou muito menos em 2019 do que em 2018. É provável que opere menos horas este ano. Iremos fazer a operação em Sines, enquanto as margens o permitirem. Hoje não se justifica nenhuma decisão contrária a esta", sublinhou António Mexia, em conferência de imprensa, em Lisboa.

O líder da EDP disse ainda que, "em princípio", a central "não pode operar além de 2023", meta do Governo para o fim da produção de eletricidade com carvão, mas, até lá, a empresa quer continuar a garantir "margens positivas".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE