PUBLICIDADE
Óbito/Pulido Valente

O cronista político de verbo afiado

21 | 02 | 2020   19.25H

Vasco Pulido Valente, historiador, ensaísta e escritor, que hoje morreu aos 78 anos, foi analista de verbo afiado sobre a política portuguesa e para grande parte dos políticos da Democracia, de Mário Soares a Cavaco Silva.

Deputado casual, esteve pouco menos de seis meses na bancada do PSD, entre 1995 e 1996, no parlamento, foi secretário de Estado da Cultura no Governo da Aliança Democrática (AD), de Sá Carneiro, mas o que o tornou conhecido foram as crónicas em que a política e os políticos foram a sua matéria-prima, e algumas vezes usadas no debate parlamentar.

"Às Avessas" era o título da crónica no semanário "O Independente", de que foi diretor adjunto, escrevia a coluna "Faz de conta" no DN e, nos últimos anos o "Diário", no Público, onde assinou o seu último texto a 25 de janeiro.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE