PUBLICIDADE
Actualidade

Loja de Cidadão de Freixo de Espada a Cintra passa para gestão municipal - ministra

25 | 02 | 2020   17.30H

A gestão da Loja de Cidadão de Freixo de Espada a Cinta, Bragança, atualmente responsabilidade da administração central, passará a ser feita pela autarquia, que poderá adotar "soluções mais próximas das populações", disse a ministra da Modernização do Estado.

"Este é o futuro, é que todas as autarquias, os municípios, venham a ficar com a gestão destas lojas", disse à agência Lusa Alexandra Leitão, que na quarta-feira irá estar presente na cerimónia de assinatura do auto de transferência da gestão da Loja de Cidadão para a Câmara Municipal de Freixo de Espada a Cinta.

Segundo a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, este será o primeiro auto de transferência de Lojas de Cidadão a ser assinado e ocorre no quadro da descentralização.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Estado-ladrão. Fecha serviços uns atrás de outros e depois cria esta merd* da loja dos papalvos. A malta gosta e vota neles a agradecer. Se o Estado não está presente no território com os seus serviços, porque há-de haver Estado? Cada vez que tenho que ir a um posto dos Correios comprar um selo para enviar uma carta, já vou a morder o lábio, a ver se não se salta a tampa quando for atendido. Não consigo ir ali para comprar um simples selo, que não tenha que aturar o empregado a querer vender-me mais qualquer coisa, uma cautela por exemplo. É esta a famosa e maravilhosa gestão privada que alguns por aqui defendem? Vai-se às Finanças e mandam-nos sermos nós a preencher o IRS, mas o Estado pagou-me o computador? deu-me uma assinatura junto de uma empresa de telecomunicações? No banco é a mesma coisa, além de se pagar, ainda temos que aturar os empregados a chutarem-nos para máquinas. Se o Estado deixou de se fazer representar no território com os seus agentes, para quê pagarmos a uma chusma de polícias que só vejo andarem de carro ou em matilha cheios de medo. Recentemente fui pedir uma certidão de registo predial, paguei e a filha da p*** dá-me um papel com um código monstruoso, para eu ir imprimir em casa ou onde quisesse, que isso agora já não era com ela, ela só ali estava para me sacar o dinheiro o resto tinha que ser eu a fazer. Custa muito imprimir e entregar-me a certidão? Paguei, se não chega, pago mais, agora deixem-me de me tomar por parvo e com a desculpa estafada da digitalização recusarem-se a fazer aquilo que devem fazer. O estar em suporte digital não tem que impedir que façam aquilo que devem fazer. Vão repartir o país entre eles? Vão dar uma região a cada uma das famílias poderosas da política? Vamos ter que alimentar Albertos João Jardins por tudo o que é canto desta terra?
    Dono dos Burros | 25.02.2020 | 18.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE