PUBLICIDADE
Guiné-Bissau/Eleições

PM guineense diz estar em curso golpe de Estado com patrocínio de PR cessante

27 | 02 | 2020   12.28H

O primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, disse hoje estar em curso um golpe de Estado com o patrocínio do Presidente cessante do país, José Mário Vaz, com a finalidade de instalar Umaro Sissoco Embaló na presidência.

"Por ordem do ex-Presidente José Mário Vaz, o batalhão da Presidência da República ocupou os perímetros do hotel Azalai para permitir a tomada de posse ilegal de um candidato às eleições, numa altura em que se aguarda pela decisão do Supremo Tribunal de Justiça sobre o diferendo eleitoral", lê-se numa publicação na página de Facebook de Aristides Gomes.

O hotel Azalai é o local onde se vai desenrolar, a partir das 12:00 (mesma hora em Lisboa) a cerimónia da posse simbólica de Sissoco Embaló, sob medidas de segurança reforçada, garantida por elementos das Forças Armadas.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE