PUBLICIDADE
Covid-19

Investigador Miguel Bastos Araújo aponta relação entre clima e propagação do vírus

13 | 03 | 2020   20.47H

O investigador Miguel Bastos Araújo, da Universidade de Évora, indicou hoje uma relação entre o clima e características epidemiológicas do novo coronavírus, cuja maior parte dos casos aconteceu em áreas "secas e com temperatura fresca".

Em termos do número de pessoas infetadas no mundo, desde o início de janeiro e até à passada terça-feira, há "uma concentração de casos em áreas com uma temperatura fresca, ali por volta dos seis e dos nove a 10 graus", indicou, em declarações à agência Lusa.

Segundo o investigador, Prémio Pessoa em 2018 e responsável pela Cátedra na área da Biodiversidade na Universidade de Évora (UÉ), "a maior parte dos casos" de pessoas com a doença Covid-19 verifica-se "em área secas" e "com uma precipitação baixa", no período da infeção.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Está explicado porque é que recebeste o Prémio Pessoa. Mais um papagaio. Podes ir pró ... Já tiveste os teus 15 segundos de fama.
    Dono dos Burros | 13.03.2020 | 22.03Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE