PUBLICIDADE
Actualidade

Corrente mais extremista da extrema-direita alemã vai dissolver-se

21 | 03 | 2020   19.47H

A corrente mais extremista da extrema-direita alemã, suspeita de ter contribuído com os seus discursos violentos para ataques racistas ou antissemitas no país, vai dissolver-se, anunciou hoje o seu líder.

Bjorn Hocke cedeu assim a um ultimato da direção da Alternativa para a Alemanha (AfD), que na sexta-feira lhe pediu para acabar com o movimento, designado "a Ala" e representando cerca de um quinto dos seus membros.

Numa entrevista a uma revista de extrema-direita alemã, Sezession, o arauto da controversa corrente condenou o ultimato, mas considerou que apenas acelerava uma dissolução já em curso.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE