PUBLICIDADE
Covid-19

Apoios às empresas e famílias negligenciam "questões essenciais" - CGTP

28 | 03 | 2020   13.53H

A CGTP considera que as medidas de apoio às empresas e às famílias face à pandemia negligenciam "questões essenciais" como a retribuição na íntegra dos trabalhadores, a proibição de todos os despedimentos e a defesa da Segurança Social.

"O conjunto de diplomas com medidas do Governo de apoio às empresas e para a assistência à família e prestações sociais, sem prejuízo da introdução de algumas normas como resultado das reivindicações da CGTP-IN, continua a negligenciar questões essenciais para quem vive e trabalha no nosso país, nomeadamente no que concerne à retribuição por inteiro dos trabalhadores que continua a não estar prevista, à proibição todos os despedimentos que está ausente, à defesa da Segurança Social", sustenta a central sindical num comunicado divulgado hoje.

Afirmando que não abandonará a exigência de garantia aos trabalhadores das remunerações integrais do seu trabalho, a CGTP diz tratar-se de uma "matéria central, não só para fazer face a despesas acrescidas das famílias no presente e reduzir o impacto económico atual das consequências da epidemia, mas também como elemento para acelerar o crescimento económico no período pós covid-19".

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE