PUBLICIDADE
Covid-19

Português em Wuhan "motivado para o futuro" com fim anunciado do bloqueio

30 | 03 | 2020   12.47H

Um português que recusou abandonar Wuhan, durante o isolamento devido à covid-19, afirma-se "motivado para o futuro", à medida que a cidade chinesa retorna gradualmente à normalidade, mas preocupado agora com a família e amigos no exterior.

"É um sentimento de grande alívio", conta à agência Lusa Rui Severino, luso-australiano radicado há quatro anos em Wuhan, onde é treinador de cavalos de corrida. "Já podemos ver a luz ao fundo do túnel", diz.

Com cerca de 11 milhões de habitantes, Wuhan foi colocada em 23 de janeiro sob quarentena, com entradas e saídas interditas, três semanas depois de, num curto despacho publicado pela agência noticiosa oficial Xinhua, terem sido, pela primeira vez, noticiados casos de pneumonia viral na cidade.

Destak/Lusa | destak@destak.pt
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE