PUBLICIDADE
Covid-19

Idosos espanhóis pedem que não os discriminem nos cuidados intensivos

31 | 03 | 2020   13.32H

As organizações espanholas que representam os idosos e os deficientes exigiram hoje que estes não sejam discriminados no acesso a cuidados médicos e tratamento em unidades de cuidados intensivos durante a pandemia da covid-19.

Estas associações instam, através de um comunicado, a comunidade científica a rever os seus protocolos e manuais, "para banir qualquer indício de desigualdade e garantir que sejam absolutamente respeitosos do quadro de direitos humanos que governa a Espanha, porque ninguém pode ser excluído por motivos de idade ou deficiência de certos tratamentos, uma vez que todas as vidas merecem o mesmo respeito e têm o mesmo valor".

O comunicado conjunto é assinado pelo Comité Espanhol de Representantes das Pessoas com Deficiência, a União Democrática dos Reformados de Espanha e a Confederação Espanhola das Organizações de Idosos.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Nada feito camaradas. Aquela conversa da defesa da vida, que pulhas sem coração cospem (PSD-cds e outros) é conversa para enrolar parolo. São contra a eutanásia que lhes estraga o negócio dos lares, são pela eutanásia,se esta der mais que o negócio dos lares e dos medicamentos. Não esperem nada do Estado. O Estado existe para defender os donos do capital. As polícias fascistas que Espanha tem, que nunca fizeram o 'aggiornamento' após a "queda" do franquismo, servem para defender os políticos, os ladrões e baixarem as calças perante os americanos que os ocupam. Esquecendo as guerras que perderam contra estes mesmo americanos. Por isso, nem bom vento, nem bom casamento, seja para Portugal seja para quem é POVO nas Espanhas.
    Dono dos Burros | 31.03.2020 | 14.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE