PUBLICIDADE
Covid-19

Grupo de médicos de Saúde Pública consternado com Provedora de Justiça

31 | 03 | 2020   21.26H

Um grupo de 150 médicos de Saúde Pública assinou uma carta dirigida à Provedora de Justiça manifestando "profunda consternação" por esta considerar desadequado que os portugueses vindos do estrangeiro tenham de cumprir isolamento profilático devido à covid-19.

"Foi com profunda consternação que nós, médicos de Saúde Pública e signatários desta carta, recebemos a informação do parecer de vossa excelência de dia 24 de março", pode ler-se no início da missiva subscrita por 149 clínicos, divulgada hoje à agência Lusa.

O grupo de 150 médicos admitiu, nesta carta, acreditar "na boa intenção" do parecer de Maria Lúcia Amaral, mas argumentou que "a sua apreciação veio desencadear um processo que culminou na revogação das medidas determinadas pelas autoridades de Saúde locais e regionais".

Destak/Lusa | destak@destak.pt

2 comentários

  • Ainda somos um Estado de Direito? É que se já não somos, quero o meu dinheiro dos impostos de volta e vou comprar uma coisa para ter na mão.
    Dono dos Burros | 01.04.2020 | 00.35Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
  • A estupidez no seu pior! A Provedora deve ser amiga/familiar de Bolsonaro e do Edir de Macedo!
    Jesus Cristo laico | 31.03.2020 | 23.55Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE