PUBLICIDADE
Covid-19

ANA propõe aos trabalhadores licenças sem vencimento e redução do período de trabalho

31 | 03 | 2020   23.18H

A ANA - Aeroportos de Portugal propõe aos trabalhadores licenças sem vencimento, redução em 20% do período normal de trabalho durante três meses e o gozo antecipado de férias para reduzir o impacto da crise provocada pelo novo coronavírus.

Numa carta enviada hoje aos trabalhadores, a que a Lusa teve acesso, o presidente executivo da ANA, Thierry Ligonnière, apela "à adesão individual a uma ou mais medidas de apoio", entre as quais constam a atribuição de licenças sem vencimento, redução temporária de 20% do período normal de trabalho durante três meses ou o gozo antecipado de férias relativas a 2020.

A empresa gestora dos aeroportos nacionais anuncia a aplicação de um corte de 20% nos salários da Comissão Executiva, a suspensão da distribuição de prémios durante o período da crise, da revisão da tabela salarial e da atualização do subsídio de refeição até ao final do ano.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

1 comentário

  • Os LADRÕES que nos desgovernam (PSD-cds-PS) venderam esta jóia da coroa. Esta dá dinheiro limpo, quase sem esforço, cada avião e não só ... paga taxas e taxinhas, isto é uma portagem de auto-estrada à entrada de Lisboa e Porto, em que só há aquela estrada e todos têm que ali passar. Esta a cobrar taxas, parece o Merdina em Lisboa e a sua ÉME(L)Rda. Foi vendida aos franceses, não podia ser portuguesa de Portugal, ser nossa, do Estado. Foi vendida, por qualquer preço era sempre barato. Agora que as taxas e taxinhas estão em quarentena ei-los, os famosos capitalistas, os senhores do mercado que o público não sabe gerir, a proporem aos trabalhadores para irem morrer longe, que os dividendos e os prémios estão primeiro. Cada vez que por aqui vejo animais a atacarem o social e a defenderem que as empresas sejam privatizadas, espero que sejam todos trabalhadores destas empresas. Que o ardor que a pimenta lhes vai causar no rabo, para mim é refresco.
    Dono dos Burros | 01.04.2020 | 00.31Hdenunciar comentário
    Tem a certeza que pretende denunciar este comentário? sim não
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE